Crítica | Os Fabelmans (2022), de Steven Spielberg

Neste filme, Spielberg não está interessado em fazer uma homenagem pueril da sétima arte - reverenciar a magia do cinema -, e sim mostrar como, para ele, o cinema é uma assombração. E a única maneira de escapar dela é observar o mundo com uma visão de cinema. A sua vida precisa se transformar num drama cinematográfico.

Continuar lendoCrítica | Os Fabelmans (2022), de Steven Spielberg

Como Outer Wilds Renega A Cinematografia e Vai Além do Lúdico

O início de Outer Wilds é denso, confuso e muitas vezes assustador. A obra apresenta para o jogador um mundo aberto em primeira pessoa, sem objetivos pré-definidos, HUDs ou Cutscenes. O jogo rejeita as convenções do gênero e nega-se, sobretudo, a emular uma cinematografia.

Continuar lendoComo Outer Wilds Renega A Cinematografia e Vai Além do Lúdico

Manifestações do estranho em tempos de crise: um estudo acerca do Novíssimo Cinema Grego

O presente estudo busca compreender as manifestações da estranheza dentre aspectos conceituais e estéticos presentes em obras cinematográficas realizadas na Grécia após as sequelas sofridas pelo país balcânico durante a crise econômica mundial de 2008, ocasionada principalmente pelo rompimento da bolha imobiliária norte-americana.

Continuar lendoManifestações do estranho em tempos de crise: um estudo acerca do Novíssimo Cinema Grego